Lyrics

Satisfação, Luke Cage da Oeste

Máximo respeito essa aldeia de rap

Morri no passado, voltei no presente

Pronto pra matar esses caras no trap

Selecionado, eu vim pra essa track

Flowzin Périclão, Notorious no free

Airsoft, ponta laranja aqui

Encosta, carai, dá um abraço aí!

Hoje ninguém reclama de panela nesse som

Jogo virou e a minha já ta cheia de comida

Me comparar ao Julius pra vocês tá muito bom

Preto com dois empregos, falta nada pra família

Comparado sempre a B.I.G.

Kimbo Slice, eu não sou nenhum

Rimando entre rimas com os meus amigos

Pirituba tá na Casa 1

ALVA

Alva... yeah

Mano, nóis tá correndo memo

Passando um veneno

Mas os cria é forte, vamo fazer isso virar

E eu to pouco me fudendo

Se não tão me vendo

Cresci na pobreza, hoje só quero gastar

E se meu pai também tá bom

Ouvindo meu som

Mostra pros amigo de tanto se orgulhar

Vou te dar uma mansão

É só réveillon

Brindando Chandon de férias em Panamá

JAYA LUUCK

Calça folgada, notas no meu bolso

Vários blocos e eu preciso andar com cinto

Me lembro quando eu nem tinha passagem pra ir pra batalha

Hoje eu me sinto rico

E ela paga pra me ver ao vivo

Me matando por dinheiro vivo

Esses cops querendo minha alma

Mas não adianta eu sempre sobrevivo

Não me matam e eu passo de fase

Seu jogo é fácil e eu joguei no hard

Foda-se, eu nunca gostei de patty

Mas sei que elas gostam da minha vibe

O pai dela me enquadra na city ye ye

To com droga eu falo: oh shit, ye ye

Nunca desencaixo do beat, ye ye

Também não vou aceitar seu feat, ye ye

TAVIN

Se eu faço, eu toco, sem perder o foco

Fala, não me importo, os de verdade eu não troco

Antes era assim, sem destaque em mim

Hoje fala: é o Tavin!

Pede pra tirar foto

Tudo muda, não sei se atrapalha ou ajuda

Sem esforço não tem mudança

E tem quem ainda me veja como criança

Quem dera se eu fosse, ainda teria esperança

Fica pra trás quem não aprende a dança

Quem dança muito, um dia se cansa

""Bonne nuit"", vagabundo

Eu sou o assassino da França

Tipo um rei sentado no trono enchendo a pança

Tão jovem e tão diferente

Com treze anos, quinze anos na frente

Brotei estrelando no rap, repente

Trap, boombap, ou qualquer vertente

Minha mente é uma pistola carregada e preparada

Nove balas no pente

Se eu te acerto é melhor ficar esperto

Porque tu não é nenhum 50 Cent

ANDRADE

Quero ver, quero ver

Sangue!

Hoje eu vim pra matar loki

Eu me sinto bem

Se quer rima, tem

To tipo Eminem matando Papadoc

O que cês querem ver?

Sangue!

MC não fica em choque

Eles falam eu nem ligo

Digo pro inimigo: pode deixar comigo, o pai que tá no toque

Eles querem ibope, muita gente gama

Com os amigo faço o que a gente ama

Esperando a rima, muita adrenalina

Bota a mão pra cima, essa é minha Genkidama

Energia humana emana, me motiva

Vivo o Hip-Hop ele te deixa vivo

Já tramparam muito só pra me salvar

E hoje o real trampo é pra salvar os amigo

SALVADOR

Quando eu olho pro passado me sinto realizado

Cada vez que eu to rimando no microfone

Colava na batalha querendo ser sorteado

Tão feliz de tá ali que nem ligava pra minha fome

Uma chance uma oportunidade

Eu volto pra comunidade com um brilho no olhar

Toda vez que eu faço rima, pros mano e mina

Que sente a mesma fita se identificar

Inferno de vida, porra!

Só luta e treta

E a minha geladeira continua vazia

Mas a solução pra isso é o caderno cheio de letra

Eu sou conhecido na quebrada (mandrake)

Toda vez que eu desço a viela

Molecada da minha rua já fica toda posada

Que eu virei inspiração porque eu sou ouro de favela

Ainda não fiquei rico, não

Mas to fazendo a minha parte

Isso é só questão de tempo

Porque eu confio em Deus

Quem confia no talento é vendedor de chocolate

MIKEZIN

Pá! Pá!

Mete bala

Língua grande acaba na vala

Fuga, fuga, desses péla, péla

Vê se fica quieto nesse porta mala

Que os cria tá fazendo grana

Vim da quebra não posso dar pala

Três anos no anonimato

Eu era um leão dentro de uma jaula

Hoje eu sou um astro em cima do palco

Fazendo dinheiro, jogando pro alto

Gravando um story com uma puta branca

Rebolando muito sem descer do salto

E eu falo de armas, essa track eu mato

Eu falo de selva, esses ???? eu caço

Eu falo da gang, porque eu to com a gang

E 2020 eu já tomei de assalto

BOB 13

Ei trutão, eu avisei

Se não aguenta o trap game nem aperta o play

Esses cara cresce a lupa no que conquistei

Mas a vitória é coletiva, o que nos tornam reis

Quem diria que as batalhas sairiam dessa ????

De ser vista como base para um futuro incerto

Os moleque de quebrada que rimava até por nada

Enche o bolso de vitória, disciplina e papo reto

Um dia disseram que era impossível

Fiz diferente, tornei improvável

Peguei essa cena e elevei o nível

Hoje ver minha família em um sucesso notável

Os bico se morde, os cria se envolve

Tomamo de assalto

Sem portar revólver, rap te socorre, dominamos os palcos

Chega, chega

É só os índio mais pesado da tribo que incendeia

Isso é batalha da aldeia, isso é batalha da aldeia!

É só os índio mais pesado da tribo que incendeia

Isso é batalha da aldeia, isso é batalha da aldeia!

É só os índio mais pesado da tribo que incendeia

Isso é batalha da aldeia, isso é batalha da aldeia!

PLOW!

Featured in

Similar Artists

Froid

303 851 fans

Cynthia Luz

312 189 fans

Djonga

656 734 fans

Coyote Beatz

28 401 fans

For every mood