Artist picture of Skank

Skank

1 202 428 fãs

Top músicas do artista

Resposta Skank 04:03
Vamos Fugir Skank 04:00
Sutilmente Skank 04:02
Garota Nacional Skank 05:17
Dois Rios Skank 04:42
Algo Parecido Skank 03:45
Ainda Gosto Dela Skank 05:13
Acima do Sol Skank 05:12
Acima do Sol (Ao Vivo) Skank 04:06
Vou Deixar Skank 04:33

Lançamento mais popular

#1 Hits

por Skank

47478 fãs

Sutilmente
Vamos Fugir
Vou Deixar
Ainda Gosto Dela

Skank em turnê

OUT
01
Skank at Centro Cultural Oscar Niemeyer (October 1, 2022)
Goiânia, Brazil

Artistas semelhantes

Playlists

Para todos os moods

Biografia

O Skank nasceu em 1991, em Belo Horizonte e lançou seu primeiro disco em 1993 de forma independente. Em 1994, lançou o segundo disco pela gravadora Sony, inaugurando o selo Chaos no Brasil. Intitulado "Calango", o trabalho consagrou a banda com os sucessos "Te Ver", "Jackie Tequila" e a regravação da música "É Proibido Fumar", de Roberto Carlos. Vendendo mais de 1 milhão de cópias, a banda entrou de vez para a música nacional. O disco seguinte, "Samba Poconé" levou os caras para a França, Estados Unidos, Chile, Argentina, Suíça, Portugal, Espanha, Itália e Alemanha, para fazer shows sozinhos ou em festivais ao lado de bandas como Echo & The Bunnymen, Black Sabbath e Rage Against The Machine. O grande destaque deste trabalho no Brasil foi o hit "Garota Nacional", que foi o único exemplar da música brasileira e integrar a caixa Soundtrack for A Century, lançada para comemorar os 100 anos da Sony Music. Enquanto O Samba Poconé chegava a quase 2 milhões de cópias vendidas no Brasil, a banda foi convidada a representar seu país no álbum "Allez! Ola! Olé!", disco oficial da Copa do Mundo de Futebol de 1998. Acompanhando a onda de sons eletrônicos, o Skank lançou músicas com influências psicodélicas e acústicas nos álbuns "Siderado" e "Maquinarama", com destaque para as canções "Resposta", "Saideira" e "Balada do Amor Inabalável". A comemoração de vinte anos de estrada aconteceu com o disco "Ao Vivo Ouro Preto", lançado em setembro de 2001, gravado é claro, em Ouro Preto. Dois anos depois, foi a vez de "Cosmotron", álbum produzido pelo grupo e Tom Capone, que vendeu cerca de 250 mil cópias. Os hits "Supernova", "Dois Rios", "Vou Deixar" e "Amores Imperfeitos" se destacaram nas paradas e o álbum garantiu aos caras, o Grammy de melhor gravação de rock. Depois de tantos sucessos, os mineirinhos resolveram lançar o álbum "Radiola". A compilação lançada em outubro de 2004, contou com a regravação de "Vamos Fugir" de Gilberto Gil e Liminha, e ainda mais três canções inéditas. Em março de 2006, a banda iniciou as gravações de seu nono álbum, Carrossel, que contou com a participação de Chico Neves, produtor que atuou anteriormente em Maquinarama, e Carlos Eduardo Miranda, produtor do Acústico MTV da banda O Rappa. O álbum foi lançado em agosto do mesmo ano e mais uma vez, emplacou vários hits como "Uma Canção É Pra Isso", "Mil Acasos" e "Seus Passos". Ainda no mesmo ano, a banda foi o primeiro grupo brasileiro a ter um álbum lançado por um fabricante de telefones celulares. A Sony Ericsson, lançou um aparelho com o álbum Carrossel completo e o videoclipe de "Uma Canção é Pra Isso". Em Abril de 2007, o Skank, também de forma pioneira, recebe o "Celular de Ouro", reconhecido pela APBD, pela vendagem de 61000 unidades do produto. Em 2008, a banda lança o álbum, Estandarte, que trouxe o sucesso “Sutilmente”, música que chegou ao 4º lugar das mais tocadas no Brasil naquele ano. Em 2010, lança o álbum ao vivo Multishow Ao Vivo - Skank no Mineirão, com as gravações do show para 50 mil pessoas. No ano seguinte, o grupo toca no Rock In Rio 2011, e o show é lançado em CD e DVD em 2012.