Show cover of NAGULHA

NAGULHA

O programa Nagulha é apresentado por Rodrigo Pires e Marco da Lata, toda quinta-feira, às 20h, na Radio Universitária 99.9 FM, Recife.

Músicas

128 - Recebemos Marcelo Aliche pra dissecar o In-Edit
Com muito prazer recebemos no estúdio o querido amigo Marcelo Aliche, um dos diretores do Festival Internacional do Documentário Musical, o In-Edit, que pela primeira vez aporta aqui em Recife e Olinda.Conversamos sobre Blue Note, Fausto Fawcett, Dorival Caymmi, Miles Davis, Clementina de Jesus, Letieres Leite, Moa do Katendê, Fernanda Abreu, Michael Jackson e outras personagens importantes da musica que passaram na tela do cinema.
87:00 06/12/2023
127 - Roletrando by Quentin Tarantino
As trilhas sonoras de Quentin Tarantino são muito parecidas com jogo de roleta: por pior que seja o prêmio, é um prêmio. No começo da carreira, sem muito cacife, mas já com o conhecimento brutal de filmes (e músicas!), o cara nos mostrou Charlie Sexton e Dick Dale, dois guitarristas norte americanos, completamente desconhecidos do publico fora dos EUA, porém, quando a baba-de-quiabo começou a escorregar pro bolso, tratou de chamar o mestre dos mestres-yoda pra dirigir a trilha de um de seus filmes: Il Maestro Ennio Morricone, que fez a trilha de "Os Oito Odiados".Poderiamos falar horas e horas de insights musicais absurdos que Tarantino nos deu com o sua sensibilidade híbrida de juntar som e imagem, mas para mim a campeã é uma cena em Kill Bill onde Lucy Liu e Uma Thurman duelam com suas Katanas sob flocos de neve, ao som de "Don't let me be misunderstood", tocada pela banda Santa Esmeralda. Quem imaginaria duas samurais duelando com uma musica Disco-Flamenco rolando?
57:45 06/12/2023
126 - Hamlet: to be or not to be a plágio, eis a questão!
Ser ou não ser plagio e já plagiando Shakespeare, eis a questão. O programa de hoje é polêmico e informativo, alguns são comprovados, outros não, alguns são homenagens, outros nem citam a fonte, mas cada um que tire sua conclusão, tou aqui só pra jogar gasolina na fogueira.
65:44 31/10/2023
125 - No Ar: celebramos 20 anos de resistência e coquetéis molotov com Jarmeson de Lima
Resistência é uma das palavras chave depois de um período tão estranho, nebuloso e surreal para a cultura brasileira. Primeiro um governo fascista que destrói as politicas públicas para tal e depois sofremos uma hecatombe na saúde pública, por causa desse mesmo governo.Dentro de toda essa dificuldade um totem cultural de Pernambuco resiste a todas essas atrocidades com muito amor, bons drinks e música em alto nível: o Coquetel Molotov, que ao lado do Abril pro Rock e Rec Beat formam a tríade da celebração musical no estado.Para resumir toda essa glória de vinte anos em 1 hora, recebemos nosso querido parceiro do crime Jarmeson de Lima, um dos cérebros por trás do programa de radio e do festival, que a partir do próximo dia 18 (quarta-feira) começa sua intensa programação até o dia 21, dia da apoteose no Campus da UFPE, que terá dezenas de artistas em vários palcos, entre el@s: Luedji Luna, FBC, Marcelo D2, Afrotio, Bixarte e mais uma porrada de gente foda!
66:52 16/10/2023
124 - João: the bad, the good, the sweet
Álbum: A Bad DonatoAno de lançamento: 1970Músicos participantes: João Donato (órgão e piano), Ernie Watts (sax tenor), Jack Nimitz (sax barítono), Bill Hood (sax barítono), Don Menza (sax tenor), Pete Candoli (trompete), Conti Candoli (trompete), Jimmy Zito (trompete), Jimmy Cleveland (trombone), Ken Shroyer (trombone), Bud Shank (flauta), Oscar Castro Neves (violão), Warren Klein (guitarra), Chuck Domanico (baixo), Mark Stevens (bateria), Paulinho Magalhães (bateria), Dom Um Romão (bateria), Joe Porcaro (percussão) e Emil Richards (percussão).Produção: Emil RichardsArranjos: João Donato e Eumir DeodatoLado A: 01. The Frog (A Rã) / 02. Celestial Showers / 03. Bambu / 04. Lunar Tune / 05. Cadê Jodel? (The Beautiful One)Lado B: 01. Debutante’s Ball / 02. Straight Jacket / 03. Mosquito (Fly) / 04. Almas Irmãs / 05. Malandro(Fonte: sinistersaladmusikal.wordpress.com)
36:11 12/10/2023
123 - Mark Ronson, o 'enfant terrible' da produção musical
Mark Daniel Ronson (Londres, 4 de setembro de 1975) é um DJ, compositor, guitarrista e produtor musical inglês. Vencedor de um Oscar, um Globo de Ouro e sete Grammys.É irmão da DJ e cantora Samantha Ronson e da designer de moda Charlotte Ronson, gémeas. Alguns dos estilos musicais preferidos de Mark são: Black Music, Pop, Rock, o que faz ele ter composto muitas musicas com esses estilos. (Uma delas é Uptown Funk, com participação de Bruno Mars)Lançou Here Comes the Fuzz (2003) e Version (2007) que lhe trouxe sucesso mundial, este último possui a colaboração de artistas como Amy Winehouse, Lily Allen, Robbie Williams e Duran Duran. E trabalhou no novo disco de Michael Jackson, chamado Michael. (via Wikipedia)
55:37 11/08/2023
122 - Marcelo Aliche e a festa de debutante do IN-EDIT
E chegou a hora que a gente mais gosta: maratonar os filmes do In-Edit! Todo ano, mais precisamente há 15 anos que Marcelo Aliche e sua trupe nos brindam com uma porrada de filmes maravilhosos no festival In-EDIT. Aliche nos concedeu uma entrevista e contou muitas histórias sobre o presente o passado e o futuro do festival.
58:00 06/06/2023
121 - Bento Araújo lança a terceira edição do LSD!
O jornalista e escritor Bento Araújo é antes de mais nada um cara muito gente boa. Toda vez que vem a Hellcife, nos brinda com sua presença aqui nos estúdios da radio e tome papo! Dessa vez ele veio lançar duas publicações: a terceira edição do seu livro 'Lindo Sonho Delirante' e o projeto Lula Córtex, um e-book e uma serie de podcasts sobre o querido e saudoso artista pernambucano Lula Cortes.
56:30 24/05/2023
120 - Paulo André e os 30 anos do Abril Pro Rock
O Abril pro Rock entrou na maioridade das maioridades! 30 anos é tempo pra caramba e o sócio aqui do programa e produtor do festival, Paulo André Pires, veio ao Nagulha pra contar uma pequena partícula do que aconteceu nessas 3 décadas de APR.
70:38 24/05/2023
119 - Uma salada de groove para homenagear Ivan 'Mamão' Conti
Ficamos aqui na radio batendo cabeça para homenagear o saudoso Ivan Conti, também conhecido como Mamão, um baterista que a música brasileira deve uma tonelada e meia de homenagens pelo seu legado musical aqui e lá fora. Além de tudo, Ivan foi um grande embaixador daquele estilo completamente brasileiro que mistura o Samba, a Bossa Nova e o cartesianismo do Jazz. Mamão, um grande abraço e obrigado!
62:20 24/05/2023
118 - Nile Rodgers, o homem de 100 milhões de discos!
Nile Rodgers é um músico, produtor musical e compositor americano. Ele nasceu em 19 de setembro de 1952 em Nova York, Estados Unidos. Seu pai era um músico de jazz e sua mãe era uma dona de casa. Desde jovem, Rodgers se interessou pela música e aprendeu a tocar guitarra.Na década de 1970, Rodgers fundou a banda Chic, juntamente com Bernard Edwards. A banda ficou famosa por sucessos como “Le Freak”, “Good Times” e “I Want Your Love”. A música de Chic influenciou fortemente a música disco e funk da época e continuou a ser uma referência para muitos músicos.Além do Chic, Rodgers trabalhou como produtor musical para vários artistas e bandas, incluindo Diana Ross, David Bowie, Duran Duran e Madonna. Ele é conhecido por seu estilo de produção “chicano”, que combina elementos de música disco, funk e soul. Seu trabalho como produtor foi fundamental para o sucesso de muitos artistas, incluindo David Bowie, que se tornou um grande amigo e colaborador de Rodgers.Durante a década de 1980, Rodgers continuou a trabalhar com uma variedade de artistas, incluindo Duran Duran, que alcançou grande sucesso com o álbum “Notorious”, que Rodgers produziu. Ele também trabalhou com Madonna em seu álbum “Like a Virgin”, que se tornou um dos álbuns mais vendidos de todos os tempos.Em 1992, Rodgers foi diagnosticado com câncer, o que o levou a diminuir sua produção musical. Ele fundou a We Are Family Foundation, uma organização sem fins lucrativos que se dedica a promover a diversidade e a tolerância entre os jovens de todo o mundo. A fundação arrecadou milhões de dólares para ajudar crianças e jovens carentes.Nos anos 2000, Rodgers retomou sua carreira musical e trabalhou com vários artistas, incluindo Daft Punk, que o convidou para colaborar no álbum “Random Access Memories”. A música “Get Lucky”, que apresentava a participação de Rodgers, se tornou um sucesso mundial e lhe rendeu um Grammy de “Melhor Gravação do Ano”. (por Eder Fonseca)
56:21 24/05/2023
117 - O Raï argelino e sua metodologia de divulgação
Raï é um gênero de música popular folclórica tradicionalmente cantado por homens, originado em Orã, na Argélia na década de 1920, também presente na região oriental de Marrocos.As canções de Raï abordavam questões sociais como a doença e o policiamento de colônias europeias.Este gênero mistura instrumentos tradicionais com sintetizadores, adaptando as antigas melodias com a modernidade. O primeiro festival de raïs foi celebrado em Oran em 1985. Devido o entusiasmo da juventude argelina, o governo reconhece oficialmente o raï como música nacional, uma decisão não apreciada por alguns grupos islâmicos, que até assassinaram alguns artistas deste gênero, como Cheb Hasni (1968-1994). (via Wikipedia)
56:58 24/05/2023
116 - Hermelinda Lopes e seu legado na musica brasileira
Hermelinda Lopes começou cedo na música com seus irmãos, no Trio Mossoró, nome dado à banda pela cidade riograndense que nasceu. Completava o trio Oséas Lopes e João Lopes.Tivemos um contato intenso com ela no meio da pandemia, quando estávamos fazendo os programas de casa, pois a emissora onde nossa programa é feito estava fechada. Ela sempre foi muito solicita, mas nunca conseguimos fazer uma entrevista, ela tinha uma personalidade forte e toda vez dizia que tava ocupada, mas gostava muito de bater papo.Uma de minhas curiosidades era saber dela o motivo de não ter ido cantar a música Carcará, no show Opinião, em 1965, por indicação do autor da música João do Vale, que precisava substiruir Nara Leão: “Meu irmão disse que ‘o povo’ do teatro era muito moderno e eu era muito nova, também disse que papai não gostou da ideia”. O Trio Mossoró lançou ‘Carcará’ em 1965, em um compacto, do lado B gravou a musica Orós. Ainda sobre o show ‘Opinião’, quem substituiu Nara foi Maria Bethania, aos 17 anos. Sua perfomance foi filmada pelo cineasta Paulo Cesar Saraceni.
58:07 19/04/2023
115 - Musica e geografia panamenha com Sergio Oliveira
O Nagulha recebeu o pernambucano-cigano Sergio Oliveira pra explicar um pouco sobre o Panamá e nos mostrar a música e a geografia daquele país em que ele vive com sua família.Nosso papo percorreu também a distância que o Brasil tem da América Latina em relação à cultura e lingua, já que o nosso país tem suas dimensões continentais, nos conformamos em consumir apenas nosso conteúdo e deixamos de conhecer a riqueza de nossos vizinhos.
54:24 19/04/2023
114 - Dois discos, mesma época, mesma produção, mesma gravadora
CORREDOR POLONÊS & CABEÇA DINOSSAURO: DOIS DISCOS DA MESMA ÉPOCA, COM A MESMA PRODUÇÃO E MESMA GRAVADORAPeito aberto para as flechadas! Chegar falando que são dois discos parecidos é comprar briga com muita gente e não só fãs: produção, artistas e gravadora.As duas bandas são da mesma cidade, São Paulo, mesmo contexto musical - Rock, Pós Punk, New Wave, mesma gravadora (WEA) e mais importante de todas: dois pesos pesadíssimos da música brasileira fazem parte das duas produções, Pena Schimdt e Liminha.Uma observação é importante, os dois discos não estão ipsis litteris no programa, algumas foram reduzidas e retiradas, mas procuramos deixar 90% das duas obras.Sabendo disso, bora agora ouvir o Cabeça Polonês ou Corredor Dinossauro de outra forma?Correção: a música AAUU não é de Arnaldo Antunes e sim de Marcelo Fromer e Sergio Britto.
59:00 19/04/2023
113 - As incríveis trilhas do hermano Lalo Schifrin
Lalo Schifrin, um maestro argentino de Buenos Aires que, definitivamente, fez a diferença em Hollywood.No curriculum de Lalo, inúmeras criações de trilhas sonoras deixaram a sua marca de forma abrangente. Trabalhou musicando grandes filmes de muito sucesso com diretores famosos, como Peter Yates, no filme policial genial “Bullitt”. Também em “Operação Dragão”, de Robert Clouse, que teve a intensa interpretação do artista das artes marciais Bruce Lee.Nas séries de TV, Lalo Schifrin escreveu para vários sucessos no mundo, como “Mannix”, que conta a história de um detetive super desobediente com seus chefes, e “The Man Front Uncle”, outra série que ficou no ar pela CBS de 1964 a 1968. A série teve roteiro de Ian Fleming, famoso roteirista e criador da série “James Bond”.Outra série que entrou definitivamente para a história foi “Missão Impossível”, com sua levada rítmica em 5 por 4, o que trouxe para as aberturas da séries uma grande novidade. Missão impossível, virou uma franquia do ator Tom Cruise. Com ele, muitas versões do 5 por 4 original de Lalo foi produzida por sucessos da música pop, como Adam Clayton e Larry Mullen, da banda U2.Antes do cinema, Lalo Schifrin também teve uma fase bem criativa no Jazz onde escreveu arranjos para o trompetista Dizzy Gillespie e outros. Por isso os musicais no cinema, em muitos temas, tem o sabor do jazz. Basta observar o trabalho de arranjos na trilha de “Bullitt”, onde é forte a batida da grande música da América. (via sagresonline)
61:49 19/04/2023
112 - BAMBURIM! (Aquele dia da folha em branco)
Reticências por favor!
54:45 21/03/2023
111 - A Fantástica Fábrica de Discos Rozenblit
A Fabrica de Discos Rozenblit surgiu em Pernambuco nos anos 50 e sobreviveu a duas enchentes, uma na década de 60 e outra em 75. Funcionou até 1982 e hoje seu acervo está sendo digitalizado para plataformas de streaming e para mídia física.
52:13 07/01/2023
110 - Aquelas músicas do Cinema que grudaram na mente
Algumas trilhas sonoras fizeram mais sucesso que o próprio filme. Existe uma diferença entre fazer a música para o filme e escolher musicas já prontas. Lalo Schifrin, Henry Mancini, Bernard Herrmann, Ennio Morricone, Nino Rota, Angelo Badalamenti e mais uma porrada de gente contribuiu para o enriquecimento da experiência cinematográfica, eles fizeram diversas músicas que viraram quase uma sonoplastia para a cena, dada a genialidade desses artistas: as vezes a musica se torna algo indissociável do filme. Outra categoria de trilhas sonoras é a escolha de músicas já prontas para o filme, coisa que Quentin Tarantino é doutor, o cara dirige os filmes no ritmo das músicas que escolhe. Quem já assitiu a algum filme dele sabe que vai sair do cinema com alguma melodia na cabeça ou ficar até o fim dos créditos pra descobrir o nome da música.
53:29 07/01/2023
109 - Abrimos o cofre e selecionamos as melhores
Todo viciado tem um cofre lotado de raridades, concordam? Abrimos o nosso baú de pedras e selecionamos algumas raridades para vocês.
53:32 07/01/2023
108 - Carlos, Erasmo - viva o Gigante Gentil
Singela homenagem do programa Nagulha ao cara que atravessou 6 décadas fazendo, escrevendo, bebendo e comendo música. Apesar de ser um cara avesso à holofotes, ele sempre soube que era necessário "aparecer para aparecer".Nosso disco preferido é o Carlos, Erasmo, de 1971. Por várias razões, a principal delas é sua desconstrução, que já começa pelo nome do disco, onde ele inverte o seu nome, dando sinais de redirecionamento musical.A segunda razão é o time que ele conseguiu reunir para o disco. Nós que somos seletores, colecionadores e consumidores de música, sabemos o quão dificil e dispendioso é reunir cobras-khan de qualquer segmento artístico-profissional.Alguns nomes: Arthur Verocai (maestro), Rogerio Duprat (maestro), Manoel Barenbein (produtor), Nelson Motta (produtor), Mazola (tecnico), Lanny Gordin (Guitarra), Sergio Diaz (Guitarra) entre outros.Apesar da preferência, você vai ouvir música de todas as fases do Gigante Gentil.
50:08 07/01/2023
107 - A vida é uma partida de futebol!
O futebol moderno surgiu apenas no século XIX, mas sabe-se que milhares de anos atrás já eram praticados pela humanidade esportes com características semelhantes. O vestígio de prática similar ao futebol mais antigo do qual se tem conhecimento remonta à China de 3000 a.C.Mas os registros históricos não remetem apenas aos chineses. Existem evidências de esportes semelhantes ao futebol sendo praticado por japoneses, egípcios, além de gregos e romanos antigos. Também há registros em diferentes povos mesoamericanos (da região da Mesoamérica, atual México e América Central).Eduardo Galeano traz relatos de algo parecido com o futebol sendo praticado na Inglaterra durante a Idade Média. O jornalista uruguaio destaca que, no século XIV, o rei Eduardo II condenava essa prática esportiva. Outros reis ingleses como Eduardo III, Henrique IV e Henrique VI chegaram a proibir a prática do esporte. (fonte: Mundo Educação)
53:00 07/01/2023
106 - Boogie & Disco diretamente da Nigéria
A Soundway Records apresenta uma nova compilação de vinte e uma faixas raras da música pop nigeriana e da cultura club do início dos anos 80. Estimulada por um boom explosivo do petróleo e um retorno à democracia após uma série de ditaduras militares, a economia da Nigéria no início dos anos 80 foi espelhada por sua indústria fonográfica quando inúmeros jovens artistas e grupos atingiram as ondas do rádio e as pistas de dança da capital. Era uma nova forma brilhante e impetuosa de música pop nascida das cinzas do disco e funk do final dos anos 1970 e, assim como na América, foi a trilha sonora de uma nova geração. Ansioso para soar o mais americano possível, sem nenhum indício do fervor pelo afro-beat, afro-rock e pensamento afrocêntrico que a década de 1970 lançou, uma nova geração de jovens artistas e performers deu as costas para suas raízes culturais na música e procurou um novo tipo de estrelato e fama firmemente conectado ao mundo brilhante e elegante da década de 1980 que estava em erupção nos EUA e na Europa. (fonte: Soundway Records)
56:55 25/11/2022
105 - Michael Allan Patton e seu Esquizomundo Pop
Em se tratando de musica pop, uma das cabeças mais criativas dos ultimos 20 anos é o californiano Mike Patton, goste ou não do que ele fez e faz. Quem é do ramo sabe que o cara fez a fama e a cama na banda Faith no More e seguiu incessantemente atuando no universo musical.Ele tem uma gravadora (Ipecac Records) e nela criou seu universo particular lançando seus experimentos e também as loucuras alheias. Também fez algumas trilhas sonoras de filmes, não as conheço e confesso: sou fã do gajo, mas não consigo acompanhar seus lançamentos, é muita coisa pra duas orelhas.Por conta de sua bolha multidiversificada, fiquei sem saber de que forma eu apresentaria o gringo, certa hora ele é um phyno bardo italiano, outras um cafusú a la Gigolo Tony. O programa mostra seu universo pop, noves fora o principal Faith no More, vamos ouvir o trip hop do Lovage, o pop italiano do Mondo Cane e o hip hop do Peeping Tom. 
59:00 25/11/2022
104 - Histórias da cena musical com Paulo André Pires
E vamos de segunda parte com Paulo André Pires, a conversa foi comprida, o cara tem histórias para mais 5 livros, MEMÓRIAS DE UM MOTORISTA DE TURNÊS é só o primeiro. Falamos sobre o estouro das bandas de Funk Metal da California, onde ele foi testemunha ocular da história, teve o privilégio de ver Faith no More, Primus e Mordred dando os primeiros passos.Também conversamos sobre o inicio do Mestre Ambrósio na cena (importante lembrar que eles estão com show marcado para o dia 7 de janeiro aqui em Hellcife) e sobre a explosão de Chico Science e Nação Zumbi, a morte de Chico e sua ultima música, Scream Poetry, gravada pela galera do Paralamas do Sucesso e cantada por Jorge Mautner.
57:54 25/11/2022
103 - Recebemos Paulo André para resenhar seu livro recém lançado (Parte 1)
Primeira entrevista presencial depois da pandemia, recebemos Paulo André Pires, figura central na divulgação das bandas do Manguebeat. Criou no começo dos anos 90 o festival Abril pro Rock, que está comemorando 30 anos de vida, ao lado do próprio movimento mangue e também da banda Mestre Ambrósio, todos entrando na idade balzaquiana em 2022.Paulo lançou este ano o livro "Memórias de um Motorista de Turnês", onde resenha de forma vomitada e instagrameira as experiencias musicais ao longo da vida. Desde o 'Encontro de Brotos', no Clube Português até as turnês européias com Chico Science e Nação Zumbi.A entrevista rendeu e a segunda parte vem na sequência.
50:52 24/11/2022
102 - Ennio Morricone e seu legado na música pop
Falar do maestro é uma dificuldade já nas primeiras linhas do texto. Você fica se perguntando: falo disso, ou daquilo, começo escrevendo sobre o Nuova Consonanza ou é muita cabecice ou falo logo de sua parceria com Sergio Leone no Spaghetti Western...é lasca, falar de ídolo é terrivel, a gente acha que nunca será suficiente.Uma coisa eu realmente não conhecia, seu trabalho como produtor de musica pop.Esse programa surgiu depois de ter assistido seu documentário, lançado em 2021 e dirigido por Giuseppe Tornatore: Ennio, Il Maestro. O filme mostra essa outra faceta do maestro.Ouçam e vejam o filme, é divino!
55:19 29/10/2022
101 - 30 anos de batidão com o Big Beat
O Big Beat surgiu no Albany Club em Londres quando Tom Rowlands e Ed Simons da dupla The Chemical Brothers juntaram o Breakbeat com o tempo 4x4 da House Music. O Big Beat tem em média 145 BPMs. Mas não só de elementos da música eletrônica contemporânea compõem este estilo. A black music também integra o que temos hoje quando no estilo citado, ficando claro influências que vão do mestre James Brown à cultura rap dos anos 90. (Wikipedia)
51:14 29/10/2022
100 - Michael Jackson, o rei da p*rra toda!
Falar de Michael Jackson é dificil...complexo, mas pra mim o mais complicado mesmo foi escolher musicas para criar um programa dele. Comecei pensando em um programa sobre o primeiro disco que o conheci, Thriller, onde Quincy Jones conseguiu sintetizar a alma musical de Michael e mostrar para o mundo aquele genial artista. Lembro de ter ganhado o disco de minha mãe e corri pra casa pra ouvir, na época ainda se vendia LPs em supermercado, compramos em um perto de casa, eu devia ter 8 ou 9 anos.Depois pensei em pegar sua fase criança, onde ele canta alguns covers absurdamente lindos, a exemplo de sua versão para “Ain't no Sunshine”, de Bill Withers. Quem nunca ouviu, ouça e prepare o lenço. Resolvi pesquisar a quantidade de covers e samplers, que não deixa de ser uma homenagem de cada artista que o colocou em sua obra. Pra variar, a quantidade de referências ao mago resultou em mais de um programa, mais um “problema" prazeroso pra resolver.Viva Michael, o rei do Pop!
50:31 17/10/2022
099 - Precursores da cena de Thrash Metal em San Francisco
“São apenas boas histórias, e são histórias muito humanas”, diz Adam Dubin, diretor do filme. A narrativa de Murder In The Front Row segue a história de um grupo de jovens no norte da Califórnia com uma paixão compartilhada por bandas de rock pesado como UFO, IRON MAIDEN e MOTÖRHEAD. “Todas essas bandas eram principalmente da Inglaterra e nunca visitaram a Costa Oeste”, diz Dubin. “Então, esses jovens começaram a criar suas próprias músicas, começando seus próprios fanzines, agendando clubes e trocando fitas. Eram pessoas que eram inflexíveis quanto à música e às bandas, mas também uns aos outros.” (roadiecrew.com)
55:25 05/09/2022

Podcasts semelhantes