Show cover of Depois Daquele Hit

Depois Daquele Hit

Qual é o preço do sucesso repentino? Como é, do dia para a noite, ver um país inteiro cantando a sua música? Por que é tão difícil emplacar um segundo hit? E, afinal, como encarar os altos e baixos da carreira na indústria musical? São essas respostas – e detalhes inacreditáveis de bastidores – que desvendamos com esse podcast, que nasceu da curiosidade de saber o que aconteceu na vida de quem conseguiu criar sucessos inesquecíveis (e como foi sobreviver depois deles). Apresentado pelo jornalista Zeca Camargo, Depois Daquele Hit é um projeto documental sobre os “one-hit wonders” brasileiros, mas também sobre música, sucesso, fãs, gravadoras, shows, jabás, emoção, alucinação e loucura. Toda quarta-feira um novo episódio sobre uma canção que marcou os anos 1980, 1990 e 2000 – se você viveu e dançou por essas décadas, certamente saberá cantá-las. São 16 grandes sucessos em 16 episódios. Dá o play!

Músicas

16. Sonho de Ícaro – Biafra
"Voar, voar, subir, subir". Isso te lembra alguma coisa? Segundo o próprio cantor Biafra (que já foi Byafra, mas precisou mudar a grafia do nome), "essa canção tinha uma coisa estranha: as pessoas escutavam e ficavam fascinadas". A música, que virou um livro e tocou por um ano sem parar nas rádios do país, levou Biafra – com permissão pelo trocadilho inevitável –, aos céus. Ele voou para onde quis, vendeu mais de 3 milhões de discos e emplacou quase 10 músicas em trilhas de novelas. Mas ele nunca mais conseguiu alcançar seu primeiro e maior hit. "O sucesso tem que vir junto com a verdade. Seja o que você é, porque se você não fizer sucesso sendo o que você é, dificilmente você vai fazer sucesso sendo aquilo que você não é", diz o cantor que nos contou em detalhes os bastidores dessa história de romance, dedicação e (muita) sorte. Vem ouvir que esse é o último episódio da temporada!
29:20 19/10/2022
15. Amante Profissional – Herva Doce
Marcelo Sussekind e Fred Maciel contam o que aconteceu com o Herva Doce, uma banda dos anos 1980 que foi pioneira do hard rock, do pop rock e da era de videoclipes no Brasil – e fez um sucesso estrondoso com "Amante Profissional", uma música de letra engraçada, que combinava muito com o contexto de liberação sexual que marcou aquela época. Se você viveu nesses tempos, certamente vai se lembrar deles, que abriram o show lendário do Kiss e o único show que o Van Halen fez no Brasil. Se não viveu, aproveita a chance para conhecê-los: a história é boa. Vem ouvir!
33:37 12/10/2022
14. Só Você – Vinícius Cantuária
Garanto que você acha que "Só Você" é do Fábio Júnior, né? E foi mesmo, um grande hit dele, de 1997, e que, desde então, está presente em todas as suas coletâneas e em todos os seus shows. Mas a música, que nunca deixou de fazer sucesso – e toca até hoje no rádio –, é originalmente do Vinícius Cantuária, respeitadíssimo músico de jazz e bossa nova. Vinícius compôs "seu grande clássico" em 1984, quase dez anos antes de se mudar para os Estados Unidos, onde seguiu uma carreira de renome, gravando com grandes músicos norte-americanos. Mas por que ele nunca mais emplacou outros grandes hits por aqui? "Eu meio que abandonei o Brasil, e quando você abandona uma coisa, você também fica abandonado, né?", diz. E por que "Só Você" explodiu e embalou tantas gerações? Vem ouvir que até o Fiuk tentou explicar.
27:39 05/10/2022
13. Tic, Tic, Tac – Carrapicho
Um grupo amazonense que foi fazer sucesso na França primeiro para depois conquistar o Brasil, que nasceu nos anos 1980 mas foi explodir mesmo em 1996, que vendeu 15 milhões (isso mesmo!) de discos ao longo de 40 anos de história e que fez Gugu, Faustão e suas audiências enormes dançarem, cantarem e vibrarem em muitos e muitos domingos do passado. Em 2021, o Carrapicho sofreu uma grande perda – o cantor Zezinho faleceu de covid-19 –, mas fomos atrás dos outros integrantes do grupo para poder relembrar essa canção inesquecível e entender porque o segundo hit, como eles mesmos disseram, "não virou". Vem ouvir!
33:17 28/09/2022
12. Lá Vem o Negão – Cravo e Canela
Uma música de pagode que nasceu de uma história inusitada, ganhou jingle de comercial de TV, venceu o Troféu Imprensa como Melhor Música do Ano e virou paródia dos Mamonas Assassinas. O personagem? Um "negão". Mas quem era ele, por que ele foi tão reverenciado na época e por que essa letra – hoje tão polêmica – precisa ser analisada, discutida e refletida? Ou não faz sentido falar em polêmica quando o que se tem em jogo é um outro contexto, além da nossa própria memória afetiva? Conversamos com o autor, os intérpretes, um produtor musical, uma artista negra e uma jornalista especializada em diversidade para entender bem todas as nuances dessa história, e, claro, o que aconteceu antes, durante e depois daquele hit. Vem ouvir!
35:21 21/09/2022
11. Meu Ursinho Blau Blau – Absyntho
O hit que colocou todo mundo para dançar no verão de 1984. A canção que mudou para sempre a vida do seu intérprete (que trocou até de nome por causa dela). A melodia que consagrou a tal "new wave brasileira". O Rock in Rio que teve nos palcos um urso gigante para ser exorcizado. E o resto? Todo o resto é história. Vem ouvir as loucuras do Sylvinho – há coisas que, de fato, só ele viveu.
31:30 14/09/2022
10. Heloísa, Mexe a Cadeira – Vinny
Uma música estranha, uma letra com duplo sentido meio fora do tom, um cantor loiro com cara de surfista e voz de rapper. "Era tudo curioso, incoerente e pouco improvável", diz Vinny, que hoje é psicanalista e professor de filosofia. "Eu tinha quase um pouco de vergonha dessa música". Por que será? Vem ouvir!
30:01 07/09/2022
9. Na Boquinha da Garrafa – Companhia do Pagode
Uma banda soteropolitana de pagode (apesar de muitos confundirem com axé), um dançarino que também era coreógrafo, uma dançarina de apenas 16 anos, um cantor que era policial militar e... uma garrafa. O que todos eles tinham em comum? Um sucesso estrondoso que marcou crianças, adolescentes, adultos, o Gugu, o Faustão, a Xuxa e todo mundo. Goste ou não, se você viveu os anos 1990, a gente sabe que você já rebolou em cima de uma garrafa. Vem ouvir o que aconteceu com eles e como foi estourar no país inteiro com um hit tão inusitado, divertido e controverso. Dá o play que essa aqui é puro suco de Brasil!
29:18 31/08/2022
8. Papo de Jacaré – P.O. Box
"O sucesso é um acidente aéreo, precisa ter uma série de coincidências para acontecer", diz o produtor Guilherme Bicalho. E como foi esse "acidente aéreo" que cruzou a vida do P.O. Box? Como foi que essa música mudou para sempre a vida de uma "banda de baile" de Goiânia? Com Papo de Jacaré, o grande hit da virada do milênio no Brasil, o grupo desbancou de Madonna à Bon Jovi nas paradas nacionais e viajou dos Estados Unidos ao Japão colhendo os frutos dessa explosão. Mas por que será que eles sumiram depois e nunca mais conseguiram repetir esse sucesso? E por que essa música especificamente, que não tem nem refrão, grudou na cabeça das pessoas? Vem ouvir!
31:02 24/08/2022
7. Quatro Semanas de Amor – Luan & Vanessa
Uma dupla de cantores adolescentes que foi montada por acaso e que rendeu um sucesso absurdo, um romance inesperado, um casamento de décadas e dois filhos que jamais poderiam imaginar que seus pais viveram tudo o que viveram. Precisa falar mais? Vem ouvir!
29:07 17/08/2022
6. Noite do Prazer – Brylho
"Na madrugada a vitrola rolando um Blues, trocando de biquini sem parar". Opa, peraí, como é que é? Essa canção que dispensa apresentações é apenas o hit "que mais foi cantado errado" na história dos hits. Mas "Noite do Prazer" é muito mais que isso: é magia, é sedução, é soul, é reggae, é letra-chiclete, é um sucesso estrondoso e atemporal. Vem ouvir que essa história é longa.
30:13 10/08/2022
5. Jeito Sexy – Fat Family
Uma banda originalmente formada por 8 pessoas, 8 irmãos (do mesmo pai e da mesma mãe) e 8 cantores fenomenais. No meio do caminho, eles tiveram algumas perdas irreparáveis, mas se reuniram para nos contar em detalhes a história incrível da música mais dançante dos anos 1990. Vem ouvir que essa é para dançar (muito)!
30:10 03/08/2022
4. Rap da Felicidade - Cidinho e Doca
"Eu só quero é ser feliz, andar tranquilamente na favela onde eu nasci...". Que atire a primeira pedra quem nunca ouviu esse hit. Esse, inclusive, é o primeiro e maior sucesso da história do funk carioca – sim, essa frase não contém nenhum exagero e todos os superlativos são possíveis quando se trata do "Rap da Felicidade". Uma música que era, ao mesmo tempo, um grito de orgulho e socorro, e que furou muitas bolhas mundo afora, graças à dupla Cidinho e Doca, ao lendário DJ Malboro e, claro, à Xuxa. Vem ouvir para entender o que esse trio tem em comum e porque eles são a cara, o corpo e a alma dessa canção. 
33:10 27/07/2022
3. Chorando Se Foi – Kaoma
Uma música original de uma dupla boliviana que foi regravada por uma brasileira e, alguns anos depois, "roubada" por produtores franceses que rodavam o Brasil em busca da locação ideal para um comercial de refrigerante. Um sucesso estrondoso que atravessou o planeta e uma história para lá de complexa, absurda e cheia de pontas soltas – e com muitos detalhes nunca antes contados para ninguém. Vem ouvir que aqui tem revelação, indignação, lágrimas e suor!
27:38 20/07/2022
2. Eu Quero É Botar Meu Bloco na Rua – Sérgio Sampaio
Letras melancólicas, mas com refrões catárticos. Um músico genial, mas com discografia breve. Quem conhece Sérgio Sampaio sabe bem quantos tesouros existem em sua obra, e basta olhar para a lista de artistas que regravaram suas letras – Zeca Baleiro, Lenine, Ney Matogrosso, BaianaSystem, entre outros – para entender o tamanho de seu legado. Mas ele ficou exclusivamente conhecido por um sucesso bastante peculiar, hoje a principal trilha sonora dos Carnavais das Gerações Y e Z. A música "Eu Quero é Botar Meu Bloco Na Rua", que se consagrou no lendário Festival da Canção da TV Globo, foi gravada no auge da ditadura militar, em 1972, e lançada no ano seguinte, em 1973, e vendeu mais que muitos discos do Roberto Carlos. Sérgio infelizmente não está mais entre nós para contar sua própria história (ele faleceu em 1994), mas fomos atrás das maiores cabeças em torno do seu nome para desvendar os mistérios que embalam seu maravilhoso bloco na rua. Vem ouvir!
29:12 13/07/2022
1. Totalmente Demais – Hanói-Hanói
"O pop é sedutor, o pop é careta, o pop é delírio, o pop esfaqueia, o pop é canalha, o pop é um santo, o pop é poeta, o pop é demônio", escreveu uma vez o músico Arnaldo Brandão. O pop é mesmo um universo incrível – e desse assunto Arnaldo entende bem, afinal, ele lançou, em 1985, um hit que marcou gerações, que foi regravado diversas vezes e que, como ele mesmo diz, volta a fazer sucesso de 10 em 10 anos. Quem era "linda como neném"? E quem "namorava sempre com gays"? Era a mesma pessoa, eram muitas, ou era um pedaço de cada uma? Não entendeu nada? Vem ouvir!
33:48 13/07/2022
Depois Daquele Hit (trailer)
Qual é o preço do sucesso repentino? Qual a sensação de saber que sua música virou a trilha sonora da vida de milhares de pessoas? Por que é tão difícil emplacar um segundo hit? E, afinal, como encarar os altos e baixos da carreira na indústria musical? O novo podcast original da Deezer, apresentado pelo jornalista Zeca Camargo, investiga as dores e as delícias dos "One-Hit-Wonders" brasileiros. Toda quarta-feira um novo episódio sobre uma nova canção que marcou os anos 1980, 1990 e 2000 – se você viveu e dançou por essas décadas, certamente saberá cantá-las. Quais serão esses hits, hein? Vem ouvir!
02:19 11/07/2022

Podcasts semelhantes