Show cover of Passagem só de ida

Passagem só de ida

Passagem só de ida é um podcast da Casa 1 e do Acervo Bajubá, com apoio da Rede MILBI, de compartilhamento de histórias de pessoas LGBT+ brasileiras e estrangeiras que migraram para a cidade de São Paulo, ou passaram por ela, em algum momento de suas vidas. Cada episódio traz o relato de alguém sobre os seus processos de deslocamento físico e subjetivos, priorizando a sua liberdade narrativa e os marcos pessoas por meio dos quais ela conta a sua trajetória e recompõe a sua história. O Passagem só de Ida busca, assim, propor outras perspectivas para recompor as experiências históricas das pessoas LGBT+ brasileiras, para além dos enquadramentos que costumam restringir o seu relato a situações de violência.

Tracks

Ep. 10: Os caminhos da luta de Symmy
Neste episódio, nós vamos conhecer a história de Symmy Larrat, travesti amazônica que nasceu em Belém do Pará em 1978, e migrou para São Paulo pela primeira vez em 2014, para coordenar o projeto-piloto do programa social Transcidadania. Neste episódio, ela nos conta sobre suas descobertas e trânsitos entre Belém do Pará e São Paulo, sobre a criança que foi, a adolescente e adulta militante que luta por direitos civis de pessoas trans. Material adicional, playlist e outras informações você encontra na página do podcast: passagem.casaum.org
65:01 04/26/2021
Ep. 09: Raphael: a alma, o corpo, o mundo
Raphael Jacques nasceu em Porto Alegre, mas, logo cedo, mudou-se para Gramado, onde foi criado por uma de suas avós. Na sua infância, a vida no sítio permitiu que ele desenvolvesse seus lados artístico e lúdico. Porém, em uma cidade conversadora, Raphael logo teve que lidar com as cobranças em relação à sua masculinidade e aos seus gostos pessoais, considerados como coisas de veado. Sentindo-se aconselhado pelas músicas que escutava com sua mãe, ainda na adolescência, Raphael mudou-se para Canela em busca de maior liberdade e independência. Iniciou-se então um processo de constantes mudanças que o levaram a Porto Alegre, ao Rio de Janeiro e, finalmente, a São Paulo. Neste processo, Raphael construiu a sua persona drag queen, que o tornaria conhecido e abriria muitas possibilidades pessoais e profissionais: a Alma Negrot. Hoje, Raphael se entende como um corpo no mundo que encontrou em São Paulo um lugar de pertencimento devido às possibilidades de conexões que a cidade oferece. Material adicional, playlist e outras informações você encontra na página do podcast: passagem.casaum.org
67:07 04/19/2021
Ep. 08: Todas as línguas de Lufer
Garota das montanhas nascida em Cajamarca no Peru, desde criança Lufer gostava de dublar suas artistas pop favoritas usando toalhas como vestido e peruca. Em 2017, um convite feito por sua irmã que vivia em São Paulo fez com que uma viagem de quinze dias se tornasse uma mudança de vida. Recém-chegado, Lufer se encantou com a arte, com a liberdade e com a bunda dos brasileiros que ele viu pela cidade. Três anos depois, o relato da sua chegada em São Paulo traz em si muitas nuances do olhar de uma pessoa migrante que, apesar das possibilidades de encontros propiciados pelo metrô, pelos eventos LGBT e pelos aplicativos de pegação, ainda se sente sozinho e com dificuldades de se encontrar. Material adicional, playlist e outras informações você encontra na página do podcast: passagem.casaum.org
60:20 04/12/2021
Ep. 07: Gretta não tem medo de fantasmas
Nascida em Santos, na década de 1950, Gretta Sttar é artista, maquiadora e apaixonada por aviões. É um dos grandes nomes da casa de shows Blue Space, tendo também feito história em espaços como a Nostro Mondo, a Homo Sapiens e a Corintho, representantes do auge da arte transformista em São Paulo. Com muita delicadeza e simpatia, Gretta Sttar contou uma trajetória fortemente marcada pelas luzes dos tantos palcos em que se apresentou pelo mundo, em especial, aqueles em Santos, com destaque ao Pink Panther; em São Paulo, cidade com quem teve “dois grandes namoros” e em Tokyo, sua “base” durante os anos em que esteve no Oriente, apresentando-se por mais de 20 países. Nos bastidores, Gretta nunca cedeu aos desafios e percalços que se apresentam às pessoas LGBT, "os fantasmas" como ela mesmo diz. Sem medo de fantasmas, Gretta assumiu o papel de protagonista nos palcos e na vida, com determinação, desejo e certamente muito glamour. Material adicional, playlist e outras informações você encontra na página do podcast: passagem.casaum.org
55:29 04/05/2021
Ep. 06: As muitas vidas de Leo
Quantas vidas cabem na vida de Leo Moreira Sá? Nascido em São Simão, a cidade do meteoro, no interior de São Paulo, em uma família de nove irmãos, a vida de Léo foi marcada por uma busca incessante por sua identidade. Desde que se mudou para a Grande São Paulo, vivendo primeiro em São Bernardo do Campo, ABC Paulista, e depois na Capital, Léo já foi estudante universitário na USP, participou de grupos de militância nos últimos anos da ditadura militar, entrou para a banda de rock Mercenárias como seu baterista e circulou por espaços diferentes da noite paulista entre o final dos anos 1970 e o início dos anos 2000. Como ele mesmo conta, ele teve a sorte de conhecer pessoas maravilhosas e estar em lugares maravilhosos, o que lhe permitiu sobreviver à falta de liberdade dos anos da ditadura e construir o seu próprio entendimento de quem ele era e de qual era o seu universo. Hoje, Léo se identifica como um homem transexual e artivista, que coloca a sua arte a favor da verdade da comunidade transexual e pela conquista de seus direitos. Material adicional, playlist e outras informações você encontra na página do podcast: passagem.casaum.org
65:25 03/29/2021
Ep. 05: Anne e a cidade do tamanho de sua alma
Anne Fonseca nasceu em Belém do Pará. Descendente de portugueses por parte de mãe, e dos povos ameríndios Wayana e Aparai por parte de pai, suas experiências em sua cidade natal configuraram sua personalidade e os desejos que a mobilizam em suas buscas de vida. Foi uma dessas buscas, a busca pelo afeto, que fez com que Anne se mudasse de Belém há onze anos. Em seu itinerário, São Paulo, que era inicialmente um ponto intermediário, tornou-se a sua morada e o lugar onde Anne pôde construir a rede de afetos e respirar a liberdade que ela buscava. Ela nos conta sua história sempre a partir de percepções sensoriais de vários tipos. Seus relatos são coloridos por diferentes sensações. As formas, os sons, os corpos e o movimento pouco a pouco ajudam a compor o caminho de memória que ela faz sobre seu percurso de vida e os lugares por onde passou. Comunicóloga, atualmente Anne cria conteúdo em sua página Chamegamos, um espaço de acolhimento e reflexão sobre Não Monogamia. Material adicional, playlist e outras informações você encontra na página do podcast: passagem.casaum.org
48:25 03/22/2021
Ep. 04: Alex: livre, leve e solto
Alex da Rocha Santos, o Alex, é curitibano, estudante e jogador de futebol. Migrante de Curitiba para São Paulo, veio com o desejo de uma possibilidades de uma vida “livre, leve e solto”, como ele nos disse, para construir seu futebol, seus estudos, seu corpo e sua identidade enquanto homem trans masculino não-binário. Ainda criança, se afeiçoou pelo futebol, esporte que o acompanhou em momentos especiais de sua vida, e que o possibilitou conhecer outras localidades fora do Paraná. Foi assim que no ano de 2012, jogando a Copa Coca-Cola, ele teve a oportunidade de conhecer São Paulo pela primeira vez. Ao passo que foi crescendo e mudando de menino para homem, também se afeiçoou pelo gosto de estudar, filho de professores, nos disse que um dia, também, quer ser professor. No diálogo entre campo de futebol e sala de aula, o Alex teceu sua migração para São Paulo, cidade em que veio morar em 2019, quando passou em Ciências Sociais na USP. Saindo de casa para morar em outro local pela primeira vez, seu trânsito tomou mais expectativas, como a possibilidade de uma transição de gênero melhor acompanhada pela rede pública de saúde, e a vivência mais segura da sua liberdade e construção da identidade de gênero, em um novo local, com pessoas novas. Aqui, o Alex nos mostra um pouco sobre seus processos subjetivos, suas origens, seus sonhos, e seus recentes processos de conhecer, morar e desenvolver sua história na maior cidade da América Latina, São Paulo. Material adicional, playlist e outras informações você encontra na página do podcast: passagem.casaum.org
50:17 03/15/2021
Ep. 03: Uma mulher de Obá chamada Ericah
Ericah Azeviche nasceu na cidade de Cubatão, na Baixada Santista. Filha de pais pernambucanos, que migraram para esta cidade ainda jovens, ela foi criada em uma comunidade da Vila de Pescadores. Dançarina desde os 4 anos, capoeirista e sapateadora desde os 11 anos, e passista do Bloco Cidade de Madeira da vila de pescadores e Rainha da Bateria da Escola de Samba Independência do Casqueiro, em Cubatão, Ericah teve seus deslocamentos marcados tanto pela arte do samba quanto pela intersecção raça, gênero, classe e sexualidade ao migrar para a cidade de São Paulo no ano de 2007 para fazer faculdade. Em São Paulo, apesar de um início difícil, Ericah se construiu como uma pessoa livre, no modo de vestir-se, de circular pela cidade e de relacionar-se. Além disso, em São Paulo, esta filha de Obá fortaleceu suas relações com o candomblé e entendeu o verdadeiro significado de aquilombar-se. Hoje, Ericah é intérprete, produtora, pesquisadora, mãe, capoeirista do asfalto, faz parte da Coletiva A Revolta da Lâmpada e compõe o gabinete da Deputada Estadual de São Paulo Erica Malunguinho. Material adicional, playlist e outras informações você encontra na página do podcast: passagem.casaum.org
53:43 03/08/2021
Ep. 02 - Jurandy, um homem sexual
Poeta, artista visual, curador e jornalista. Natural de Maceió (Alagoas) e há mais de trinta anos em São Paulo. Esse é Jurandy Valença, que com muita pulsão de vida, sem medo de mudanças e em constantes reinvenções de si, compôs a trama de sua vida a partir de múltiplas referências artísticas - mas em especial a literatura e a poesia. Como a passagem que cita da obra de Hilda Hilst, autora a quem tinha tanta admiração a ponto de lhe fazer mudar de Maceió para São Paulo quando tinha só 21 anos, Jurandy nos ensina que: “Tu podes ir e ainda que se mova o trem, tu não te moves de ti”. Transitando entre Maceió, São Paulo e Campinas, a trajetória de Jurandy comporta não apenas deslocamentos geográficos, mas também subjetivos. Seja quando mudou completamente de área, passando do curso de Engenharia Química para Jornalismo, ou anos depois, quando se lança a São Paulo pautado no desejo de conhecer e morar com Hilda Hilst, Jurandy nunca temeu em fazer aquilo que desejava. Não é à tôa que escutou de Beth Prado, à época encarregada do Phytoervas Fashion, o mesmo que havia escutado de Hilda Hilst alguns anos antes: “Gostei de sua atitude”. Material adicional, playlist e outras informações você encontra na página do podcast: passagem.casaum.org
59:13 03/01/2021
Ep. 01 - GG ou Madonna Duarte de Beverlly Hills em Hollywood
Genivaldo Mendes, GG ou Madonna Duarte de Beverlly Hills em Hollywood nasceu na cidade de Congonhas do Campos, Minas Gerais. Filho de uma mãe maranhense e de um pai mineiro, desde cedo GG teve que se adaptar às migrações de seus pais em busca de melhores condições de vida para a família. Na fase adulta, GG viveu idas e vindas entre o interior e a capital do estado de São Paulo até se estabelecer em 2020 na cidade em que ele cresceu: Pindamonhangaba. Nesses constantes deslocamentos, duas coisas se mantiveram na vida de GG: o gosto por novelas e a admiração pela pop star Madonna. A forma como ele nos contou a sua vida muitas vezes se aproxima de um dos folhetins que ele acompanhava pela televisão, com fases bem definidas, clímax inesperados e momentos de superação embalados por música pop. Atualmente, GG espera que sua história de vida vire filme e ganhe as telas do cinema, fazendo com que ele entre para o mundo dos artistas como sempre desejou: pela porta da frente. Com essa entrevista, compartilhamos com vocês uma prévia do que será este filme. Material adicional, playlist e outras informações você encontra na página do podcast: passagem.casaum.org
57:53 02/22/2021
Trailer - PASSAGEM SÓ DE IDA
Passagem só de ida é um podcast da Casa 1 de compartilhamento de histórias de pessoas LGBT+ brasileiras e latino-americanas que migraram para a cidade São Paulo – ou passaram por SP - em algum momento da vida.
03:43 02/17/2021